RECEBA NOSSOS BOLETINS

25 agosto 2020

Protetora é multada por prefeitura e reabre polêmica sobre alimentar animais de rua

É, realmente, um problema..... até quando o poder público vai ignorar que é uma atribuição sua cuidar dos animais abandonados?
------------------------------
Multar quem faz o bem ou multar sim quem abandona, não quem trata os animais de rua indefesos que são seres vivos e passam fome e frio, muitos um dia tiveram um lar e foram abandonados por pessoas que sim deveriam ser multadas.


Polêmica em Curitibanos, tudo por conta da lei 217/2019, que proíbe que os animais de ruas, chamados cães comunitários, recebam água, alimentação e cuidados nas ruas da cidade, praças e ambientes públicos. A medida vale há quase um ano, mas agora quem alimenta os cães nas vias públicas começou a receber multa de R$ 274. 

É o caso da dona Ivanilda Alves, na ultima sexta-feira (21) foi autuada em R$ 274 por dar alimento e água aos animais nas ruas. Os potes de alimentação e as caminhas tiveram que ser tiradas dos espaços públicos de Curitibanos.

É uma situação lamentável o que tenho visto. Nos bairros os cães sofrendo, desnutrido, passando fome e sede. Falta de vacina, falta de alimentação, falta de água, que seria muito importante pra eles, falta de castração – lamentou a moradora.

Os moradores estavam alimentando e dando água para os animais nas vias públicas sem serem multados, só notificados. Mas, agora com aplicação da multa o assunto tem virado polêmica na cidade, porque tem muitos animais nas ruas precisando de ajuda. Protetores dos animais dizem que não estão dando conta da demanda e que muitos estão endividados.

Em nota a prefeitura de Curitibanos, disse que proíbe que os animais sejam alimentados em via pública porque isso estava causando aglomero de animais abandonados e que alguns estavam sendo agressivos, apresentando riscos à população. Idosos e crianças chegaram a ser hospitalizados por conta dos ataques. Disse ainda que a Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente recolhe os animais para um local com condições até que sejam adotados. 

A prefeitura tem ações de castrações e campanhas de conscientização para evitar o abandono. Mas, o número de abandonos tem aumentado e devido à pandemia algumas ações tiveram que ser adiadas, entre elas a ampliação de castrações e a chipagem desses animais de ruas. Segundo a nota, nenhuma multa foi aplicada e sim auto de infração, passível de recurso.

“Meu único delito foi nascer e viver nas ruas ou ser abandonado.
Eu não pedi para nascer e apesar de sua indiferença e de suas pancadas,
A única coisa que te peço é o que sobra de seu amor.
Já não quero mais sofrer, sobreviver assim no mundo é um horror!
Me ajude, me ajude por favor! ”
Peluso

Com informações NSC Total

Fonte: São Joaquim

Um comentário:

EM DESTAQUE


Licença Creative Commons

"O GRITO DO BICHO"

é licenciado sob uma Licença

Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas

 

SAIBA MAIS


Copyright 2007 © Fala Bicho

▪ All rights reserved ▪